Varizes esofagicas - Causas, sinais e sintomas

Posted on

O paciente que se apresenta em choque teve uma perda volêmica maior que 30% e a conduta imediata deve incluir a punção de veia calibrosa, infusão de solução cristaloide.

Quando ocorre uma hemorragia por varizes esofágicas fora dos grandes centros, não há a opção de tratamento farmacológico com vasodilatadores esplâncnicos, endoscopia de urgência. É um procedimento extremamente desconfortável, mas pode ser utilizado por um curto período (menor que 24 horas) até que o paciente seja transferido para um centro com opções de tratamento. Em termos de tempo de vida produtiva perdida, o paciente com cirrose alcoólica perde em média 12 anos, muito mais que a cardiopatia (2 anos) e o câncer (4 anos). As doenças hepáticas podem gerar uma série de sintomas e sinais específicos e também inespecíficos. A dieta é muito importante nos casos de cirrose, especialmente quando o paciente apresenta ascite (água na barriga) ou encefalopatia hepática. Quando, na cirrose, o fígado passa a não desempenhar plenamente suas funções, surgem sintomas e sinais decorrentes disso. Assista ao vídeo do Hospital Albert Einstein com depoimento de paciente que teve cirrose hepática e passou por transplante de fígado. Conduta dietoterápica Varizes esofagianasVET –de acordo com as necessidades do paciente. Hipercalemia, hiperglicemia, hipofosfatemia são as complicações metabólicas mais freqüentes na terapia nutricional devendo acompanhar a clinica laboratorial do paciente.

Varizes esofagicas - Causas, sinais e sintomas

  • Débito cardíaco diminuído.
  • Volume de líquido deficiente.
  • Perfusão tissular periférica ineficaz.
  • Risco de aspiração.
  • Risco de desequilíbrio eletrolítico.
  • Risco de choque.
  • Ansiedade.

A evolução de cada paciente é variável, de forma que a escolha de cada alimento deve ser acompanhada cuidadosamente para evitar desconforto digestivo como dor, náuseas e vômitos.

O paciente deve sempre mastigar MUITO BEM os alimentos e se alimentar LENTAMENTE. Nessa fase o paciente pode ser capaz de selecionar os alimentos que lhe tragam mais conforto, satisfação e qualidade nutricional. Gravidez no primeiro ano de pós-operatório deve ser evitada.O acompanhamento pós-operatório com exame de BioImpedância visa avaliar o tipo de perda de peso do paciente: água? O paciente deve fazer exercícios após a cirurgia para evitar a perda de massa magra ou até ganhar massa magra. O tratamento para reduzir a pressão arterial do sangue na veia pode reduzir o risco de sangramento de varizes esofágicas. Se as varizes esofágicas têm um alto risco de hemorragia, o médico pode recomendar um procedimento chamado ligadura elástica. Atualmente, nenhum tratamento pode impedir o desenvolvimento de varizes esofágicas em pessoas com cirrose. Os indivíduos com varizes esofágicas secundárias a cirrose hepática apresentam geralmente outros sintomas relacionados com a sua doença do fígado. Não existe vacina para prevenir a infecção pelo vírus da hepatite C. Se um doente tiver varizes esofágicas, o tratamento pode prevenir a hemorragia.

Sinais e sintomas de varizes esofágicas

  • Insuficiência hepática (do fígado),
  • Desnutrição,
  • Ingestão de álcool,
  • Aumento da pressão intra-abdominal.

Tratamento O tratamento de emergência da hemorragia por rotura de varizes esofágicas começa pela administração de sangue e de soros por via endovenosa para compensar a perda de sangue.

Este tratamento reduz o excesso de pressão nas varizes esofágicas e diminui o risco de hemorragia no futuro. Quando contactar um médico A hemorragia das varizes esofágicas pode por em risco a vida dos doentes. Varizes de fundo gástrico com sinais de sangramento recente, Hiperglicemia, melhora da função renal, pancitopenico, ssvv estáveis. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS Os sinais e sintomas da cirrose aumentam em gravidade à medida que a doença evolui. Ajuda na determinação da capacidade do paciente para se proteger e aderir às ações de autoproteção necessárias; pode detectar a deteriorização da função hepática. ; o uso de contenções pode conturbar ainda mais o paciente. Registrar sinais vitais a intervalos freqüentes, dependendo da acuidade do paciente. Através de uma boa interação enfermeiro – paciente, o processo tratamento e recuperação terá maior êxito. Na fase de descompensação, ocorrem diversos sinais e sintomas como: O risco de desenvolvimento de cancro do fígado na cirrose hepática é de cerca de 1 a 4% por ano.

  • <10 Kpa na ausência de outros sinais clínicos, afasta-se cACLD;
  • entre 10-15 Kpa são necessários outros testes confirmatórios e,
  • TE >15 Kpa são altamente sugestivos de doença hepática crônica (1b;A).

Insuficiência hepática; coma hepático (diálise hepática); abdômen agudo no paciente crítico - como decidir o momento cirúrgico.

Direitos e deveres do paciente em tratamento intensivo. calibre das varizes, a presença de estigmas endoscópicos chamados de “sinais Varizes com sinais da cor vermelha (cherry red spots). Cb Rc+(CRS+++ RWM+++) F3 Ls E- Lgc+; * considerados sinais de varizes de alto ou piora da mesma se o paciente já a apresentava, mas que geralmente pode ser (>5mm), com avaliação de sinais da cor vermelha pacientes com cirrose Child-Pugh A sem varizes devem realizar rastreamento que possível em qualquer paciente com hemorragia digestiva alta e suspeita Os indivíduos com varizes esofágicas que surgem secundariamente a cirrose hepática apresentam, na maior parte dos casos, outros sintomas relacionados com a sua patologia do fígado. O tratamento emergente da hemorragia devido à rotura de varizes esofágicas é feito, inicialmente, pela administração de soros e de sangue por via endovenosa. Porém, considerando a condição clínica do paciente, que pode incluir visceromegalias e ascite, os índices que utilizam o peso na análise podem ser imprecisos. A hipertensão portal é a condição hemodinâmica associada às complicações mais graves de cirrose hepática, incluindo ascite, encefalopatia hepática e sangramento de varizes gastroesofágicas. As varizes são veias dilatadas que podem surgir em doenças que fazem aumentar a pressão nas veias do sistema porta, sendo o exemplo mais  frequente a cirrose hepática. Após o procedimento o paciente pode sentir um certo desconforto para engolir, que é esperado e passa em cerca de 3 dias. Por isto, neste período o paciente deve fazer dieta liquida e depois pastosa. Para se submeter à ligadura de varizes, o paciente deve ter resultados recentes de hemograma, tempo de protrombina (TAP) e contagem de plaquetas. Faça o download do consentimento: O paciente deve fazer um jantar leve, evitando comida gordurosa Jejum de pelo menos oito horas. Nos 3 dias após o procedimento o paciente deve fazer dieta ingerindo apenas liquidos e pastosos. Normalmente, além deste tratamento o paciente também precisa tomar remédios para diminuir a pressão nas varizes e evitar que voltem a surgir.